sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

SIND-UTE (PLENÁRIA DOS EFETIVADOS)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

GENTE SERÁ QUE ISSO ERA TORNADO MESMO?

domingo, 5 de dezembro de 2010

OBRAS DA ESCOLA ESTADUAL 13 DE MAIO AINDA SEM PREVISÃO

NOTÍCIA PUBLICADA PELO JORNAL CORREIO
 
Obras da 13 de Maio continuam sem previsão

Prédio na avenida Monsenhor Eduardo foi interditado em setembro; 480 alunos foram transferidos


Andréia Candido - Repórter
Atualizada: 03/12/2010 - 07h27min


A Escola Estadual 13 de Maio, localizada na avenida Monsenhor Eduardo, no bairro Bom Jesus, zona central, continua fechada e sem previsão para o início das obras de reforma. Há três meses, a escola foi interditada pela Defesa Civil de Uberlândia por causa de problemas na infraestrutura em duas salas de aula.
No início de setembro, cerca de 480 alunos foram transferidos provisoriamente para uma casa alugada na rua Tupaciguara, no mesmo bairro. De acordo com os professores e alunos, o atual prédio não oferece condições adequadas para o aprendizado. “As salas de aula foram montadas em quartos apertados, muito próximos. O barulho de uma sala muitas vezes atrapalha a rotina de outra”, disse a professora de Matemática, Maria das Graças. A aluna Juliana Maria Trindade Oliveira também reclama da falta de espaço. “No outro prédio era bem melhor.”
A reportagem do CORREIO de Uberlândia visitou as dependências da casa onde atualmente funciona a Escola 13 de Maio e constatou o problema. Um hall no piso superior, de aproximadamente nove metros quadrados, abriga 19 estudantes. No pavimento inferior, armários separam uma sala com 32 alunos da secretaria. Há menos de três metros dali, uma outra sala concentra carteiras praticamente grudadas umas nas outras. O espaço é tão pequeno que um dos alunos assiste à aula da sacada.
Para o professor de Geografia da escola e diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Jakes Paulo Felix dos Santos, a atual situação da escola é compreensível, uma vez que está prevista a reforma no prédio da avenida Monsenhor Eduardo. De acordo com ele, inadmissível é a demora para o início das obras. “Sabemos que é preciso o diagnóstico dos engenheiros de Belo Horizonte, mas até quando vamos esperar por essa visita?”
Visita técnica foi solicitada em setembro
Segundo a superintendente regional de Ensino em Uberlândia, Joyce Magnini, a visita técnica dos engenheiros do Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop) foi solicitada tão logo a escola foi interditada. Ela acredita que o laudo deverá ser feito até o fim deste ano. “Uma visita chegou a ser agendada no fim de outubro, porém, outros problemas na capital impediram a vinda dos especialistas. Sabemos que o Deop precisa cumprir um cronograma anual e isso nos dá margem para pensar que a análise seja feita ainda em 2010. O exame técnico mostrará a necessidade de uma nova construção ou a reforma da atual”, disse.

http://correiodeuberlandia.com.br/texto/2010/12/03/50014/obras_da_13_de_maio_continuam_sem_previsao.html